Seios: qual o tamanho ideal? Depende…

Seios: qual o tamanho ideal? Depende...

O tamanho ideal dos seios depende de muitos fatores e, acredite, essa preocupação feminina gera amor e ódio na mesma intensidade!

A maioria de nós, mulheres, tem um relacionamento de amor e ódio com nossos seios. “Tecnicamente” falando, eles foram criados para alimentar os bebês; mas a verdade é que significam muito mais que isso! Podemos dizer que são um símbolo de feminilidade e sedução; são um termômetro de nossa beleza e sex appeal. Desta forma, é inevitável que muitas de nós nos sintamos torturadas pela aparência de nossas mamas. Mas por que tanta preocupação? É tão raro você encontrar qualquer mulher cujos seios não sejam muito pequenos, ou muito grandes ou assimétricos…

E voltando a falar de maternidade, esta é a situação em que as mamas exercem a sua real função de amamentação, o que é algo maravilhoso!! Mas depois disso se percebe que os seios perderam um pouco da forma, até mesmo algum tamanho. Bem, para muitas de nós, isso já é motivo suficiente para ir diretamente à porta do cirurgião plástico.

Ah, se fosse simples assim… A verdade é que temos dúvidas sobre nossos seios, e se devemos ou não tomar a decisão de operar e aumentá-los. Aqui vão duas dicas bem legais para ajudar você a decidir se já está pronta para ir adiante e usar aquele tão sonhado decote… Por que não?

Então, vamos lá!

Dicas importantes para quem quer aumentar os seios

Em se tratando de seios… Maior é sempre melhor?

A resposta é NÃO. O objetivo de um aumento é tornar os seios proporcionais ao seu biótipo, dando-lhes uma aparência normal, no sentido de não parecer nada muito artificial ou estranho. É poder dar a possibilidade a uma mulher de se vestir melhor, seja numa lingerie, num biquíni, num vestido, ou blusa, de forma que se sinta mais bonita e autoconfiante.
Na verdade, quanto maiores e mais projetados os implantes, mais cedo perdem o resultado, pois pesam e acabam cedendo, além de, nas magrinhas, suas bordas poderem ser perceptíveis.
É claro que há a influência da mídia, que exibe artistas com peitos enormes, e muitas “compram” essa idéia e querem ter os seus seios igualmente grandes. O médico dirá se esta é uma opção para você, e em sendo, os prós e contras.

Não é pelo tamanho que se escolhe a prótese.

“Quero 300 ml.” Calma, não é bem assim. Não é só o tamanho que importa na escolha do melhor implante para cada mulher. Quem tem 1,78m e tem o tórax mais largo pode precisar de um implante maior que 300ml; ao passo que alguém de 1,50m e tórax mais estreito pode precisar de um menor, e se comparamos as duas, ao final, terão um resultado semelhante e igualmente satisfatório.

Tamanho não é documento quando se trata de seios... Cabe uma avaliação minuciosa pelo cirurgião

Tamanho não é documento quando se trata de seios… Cabe uma avaliação minuciosa pelo cirurgião

Isso porque só falamos em volume, mas há os formatos também. Cada modelo de implante se adequa melhor a cada tipo de mama, com base no resultado que se quer obter.
Tudo isso é muito individual, por isso a consulta é de fundamental importância. É nesse encontro que cirurgião e paciente vão conversar, esclarecer dúvidas e finalmente chegar a uma decisão de que cirurgia, que modelo de prótese, que tamanho; além de que hospital, que anestesia, orientações de pré e pós, entre muitas outras coisas que não são o objetivo deste texto.

A consulta não serve “só para saber quanto custa”, como muitos pensam.

Então, se você se sentiu mais encorajada, procure um cirurgião plástico certificado e de sua confiança, e converse com ele.

Share