Papada: quando a insatisfação está no papo, o que fazer?

Papada: quando a insatisfação está no papo, o que fazer?

É possível minimizar a papada?
Apesar de não prejudicar a saúde, o queixo duplo ou papada provém do acúmulo de gordura e pele entre o queixo e o pescoço.

O incômodo maior, na verdade, é estético.

Quando a papada vira motivo de vergonha

 

Por ser formada pela sobra de gordura e flacidez da pele, pessoas que apresentam sobrepeso, assim como as que perderam muito peso de uma vez ou em idade avançada, estão mais propensas a desenvolver a papada.

Outro item importante para seu surgimento é a herança genética.

Como tratar a papada

Para as interessadas em diminuir a papada, há opções de tratamentos estéticos que podem ser aliados a cirurgias ou não. Cada caso sempre deve ser avaliado pela cirurgiã plástica.

  • Lipoaspiração : caso a pele seja firme, com capacidade de se adaptar à remoção súbita de gordura, a lipoaspiração é recomendada e pode promover ótimos resultados.
  • Lifting Facial: muito utilizado em pessoas que perderam peso ou desejam remover excesso de pele, o lifting consiste na retirada da pele flácida na região.
  • Radiofrequência: aquecendo a região desejada, estimulamos a produção natural de colágeno e o aumento do metabolismo celular, resultando em considerável melhora estética.
  • Projeção de queixo: Às vezes a paciente chega ao consultório reclamando do papo e, durante avaliação, constatamos que a papada só incomoda, na verdade, porque a pessoa tem um queixo demasiadamente pequeno.
  • Nestes casos, é possível utilizarmos uma prótese para projetá-lo para frente, reduzindo o excesso de pele e ajustando a simetria facial, entre outras formas a serem discutidas com a paciente.
  • Criolipólise: através desse processo de resfriamento, a gordura localizada é congelada, cristaliza-se, provocando a morte das células adiposas.
  • Por fim, a gordura cristalizada e as células mortas são eliminadas pelo            sistema linfático. Assim, acontece a diminuição gradativa da papada.

Apesar de promoverem resultados quando empregados em separado, cada processo descrito acima pode trazer resultados otimizados quando em associação, desde que sejam indicados.

A quem é indicado cada tratamento?

Como existem diferentes tipos de pele, graus de obesidade ou sobrepeso e procedimentos estéticos variados, é necessária uma avaliação individual minuciosa.

Tal análise inclui ainda verificação de biotipo, alimentação e estilo de vida de cada um.
Na Cplástica, entendemos que estética é reflexo de múltiplos fatores, por isso, nossos tratamentos são acompanhados por equipe multidisciplinar: cirurgiã, esteticista,  nutricionista.

Sempre priorizando sua saúde e promovendo sua autoestima.

Share